Translate

sábado, 31 de outubro de 2015

Capítulo cinco

Dois meses depois...

Hoje acordei ao som dos pássaros cantarolando.
Estou me sentindo bem, minhas forças estão voltando.
Vou tentar ficar em pé... será que eu consigo?
Vamos lá!
Ui, ui, ui... Levanta uma patinha... ui, ui, ui, levanta a outra, agora o tronco e... opa, opa... vou conseguir... estou tremendo ainda... ui,ui,ui...
KABUM!!!
Opa! Acabei de cair! Kkkkkk.
Doeu mas foi legal! Consegui ficar em pé alguns poucos segundos... Foi ótimo!
Mulher alta, mulher alta! Cadê você? Preciso te contar essa novidade!
Onde será que ela está?
Senhor baixinho: Oi amigão!
Au, au! Senhor baixinho, onde está a mulher alta? Preciso contar a novidade! Cadê ela? Cadê?
Bom, já que ela não está aqui vou lhe contar! Eu consegui ficar em pé, foi só um pouquinho mas consegui!
Ei, você não vai falar nada? Ei, volte aqui!
Nossa, ele nem prestou atenção...
Ah! Olha lá a mulher alta! Venha aqui vamos conversar!
Mulher alta: Oi cãozinho! Que gracinha! Já está ficando bom!
Olha só, mulher alta, vou ficar em pé para você ver...
Ui, ui, ui... Levanta a patinha... ui, ui, ui levanta a outra e... tcharãn... opa, opa, opa... vou cair...
KABUM!
Mulher alta: Nossa, tadinho! Foi se levantar e caiu! Será que machucou?
Não, eu estou bem não se preocupe! Como é seu nome? Você quer ser minha dona?
Mulher alta: Vou ali buscar água e comida e já volto. Não se levante para não cair novamente!
Tá bom! Sou obediente! Vou ficar aqui quietinho!
Eu a perguntei o nome e se queria ser minha dona mas não respondeu...
Será que ela me ouviu? Ou será que ela não me quer?

terça-feira, 27 de outubro de 2015

Capítulo quatro

Ah... como estou feliz!
O dia está tão belo! Os pássaros cantam, parece que as árvores sorriem para mim...
Hoje já consigo levantar minha cabeça e vejo melhor.
Cadê aquele senhor baixinho e aquela mulher alta que me ajudaram ontem?
Já estou com saudades deles...
Vou ficar aqui admirando a praça enquanto eles não aparecem.
Olha lá quem está vindo! A mulher alta! Parece que ela traz algo para mim...
Mulher alta: Oi cãozinho! Está melhor? Trouxe água para não se desidratar. Vou ali e já volto!
Oba! Como ela adivinhou? Eu já estava com muita sede!
Aonde será que ela foi?Vou esperar!
Ela está vindo com uma vasilha nas mãos. Parece comida!
Mulher alta: Trouxe alimento para você! Não é ração mas irá lhe fortalecer! É multimistura! Espero que coma tudo e que fique bom logo!Agora vou trabalhar!
Ei! Volte aqui!Não me deixe! O que é multimistura?
E lá se foi ela... Bom, vou comer isso que tem o nome estranho vamos ver se é bom.
Comi tudo! Será que tem mais? Vou aguardar, quem sabe a mulher alta traz mais!
Falei nela e apareceu!
Mulher alta: Cãozinho, vou à minha casa almoçar. Daqui a pouco vou trazer mais comida para você. Fique aí quietinho tá?
Ei, ei, como você se chama? Ela não me ouviu...
Ela disse C.O.M.I.D.A.? Oba, oba!
Mas é claro que vou ficar aqui quietinho. Vou esperá-la.

***

Mulher alta: Cãozinho! Cãozinho! Trouxe a comida que lhe prometi!
Nossa! Será que cochilei por muito tempo?
Comidinha quentinha! Que delícia!
Olha o senhor baixinho!
Viu, senhor? Estou de barriguinha cheia!
Senhor baixinho: E aí amigão! Está tudo bem?
Está tudo bem melhor do que antes... Daqui a alguns dias estarei correndo por toda esta praça! Se Deus quiser!

sexta-feira, 23 de outubro de 2015

Capítulo três

Hoje o dia está muito bonito! Não está nem quente nem frio.
Ai, que vontade de sair correndo e brincar mas não consigo estou muito fraquinho...
Vejo um senhor baixinho que usa vestido comprido até o pé e um cordão enorme no pescoço com uma cruz. 
Ele está vindo em minha direção! Estou com medo!
Por favor, não me leve eu sou bonzinho eu não fiz nada! Ai meu Deus!
Ufa! Foi por pouco!
Ele continua me olhando, bem que podia me ajudar, né?
Agora ele conversa com uma mulher alta, de touca no cabelo, parece simpática...
Eles saíram agora.
O que será que eles conversavam?
Eles estão voltando!Oba! Oba! 
É uma miragem? Eles estão com duas vasilhas nas mãos e estão vindo em minha direção.
Senhor baixinho: Pobrezinho tão magrinho! Parece que ele está doente! Vamos dar água para ele!
Mulher alta: Ele está tão fraquinho que não consegue se levantar para comer! Vamos ajudá-lo!
Estou tão feliz! Será que estou no céu? Que pessoas bondosas! Já tinha me esquecido do quão era bom comer e beber. Parece que estou até mais forte!
Agora rogo a São Francisco de Assis para que eles nunca me abandonem...

segunda-feira, 19 de outubro de 2015

Capítulo dois

Amanheceu...
Acordei com o sol me saudando com seus fortes raios.
E tudo recomeça.
As mesmas pessoas passando apressadamente sem me darem atenção.
Tenho fome e sede.
Olha lá um cãozinho acompanhado do seu papai. Será que ele vai vir aqui ver como estou?
Ei, Ei!?!
Que tristeza!
Eles se foram e estou só novamente...

quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Capítulo um

Olá, amiguinhos!
Meu nome é...é...meu nome é...
Bom na verdade nunca tive nome...
Estou aqui abandonado nesta praça. As pessoas passam mas não páram para me ajudar. 
Às vezes têm até vontade mas estão muito apressadas...
Eu estou muito fraco, não tenho forças para me levantar e está tão frio... Estou tremendo... 
Oh meu Deus, será que ninguém irá me auxiliar?
Vou ficar quietinho, fechar os meus olhinhos e esperar.